quarta-feira, 19 de outubro de 2016

As quartas são o dia da Avó Luisa, tal como eram, antigamente, o dia com a minha Avó!


Quando era miúda as quartas-feiras eram sagradas... Saía do colégio ás 13h e apanhava o 25 (eléctrico) que rumava a Campo de Ourique onde morava a minha avó. Esperava-me sempre um
sorriso e um almoço divinal. As tardes eram passadas a estudar, lembro-me que antes dos testes tinha a paciência de se sentar a fazer-me perguntas até a matéria estar na ponta da língua, a aprender ponto cruz, tricot ou crochet (devia ser super prendada mas já me lembro de pouco ou quase nada) ou a ver o Crime disse ela, série que nunca perdia. Ficava sempre a dormir e só depois de um animado pequeno almoço saia para apanhar o eléctrico de volta á escola. Era um momento muito nosso que recordo com saudade.


A minha mãe hoje como avó tenta fazer o mesmo e tem a mesma ligação forte com os netos. As quartas também é o dia que normalmente os vem ver , aproveita para almoçar ou lanchar com eles. Já dormir é mais aos fins-de-semana já que moramos longe uma da outra.


A minha mãe é uma avó moderna, super enérgica que faz tudo pelos netos. Leva-os ao surf ao
futebol, enfrenta medos para poder acompanha-los. A minha avó  teve sempre ar de avó, com os seus cabelos brancos. Fazia os melhores bolos e receitas, não guiava fazia tudo a pé por Campo de Ourique. Tenho tantas saudades desses momentos...
Não sei que tipo de avó irei ser mas se for metade do que estas duas grandes senhoras são, serei com certeza uma grande avó :)

<3 Mariana
SHARE:

5 comentários

  1. Adorei o seu artigo. Fez- me lembrar quando eu ia com a sua tia Kika, do Maria Amalia para casa da sua avo para estudarmos. Gostava imenso da tia Bebe! As fotografias estao girissimas!

    ResponderEliminar
  2. Artigo mais querido, a sua avó é a pessoa fantástica que descreve mas muito mais ainda. Estava sempre pronta para ajudar as amigas, sempre presente no momento certo e sempre atenta a tudo à sua volta.Não tinha medo de enfrentar dificuldades e ultrapassava qualquer obstáculo sem hesitações. Nunca me vou esquecer e com uma saudade e uma gratidão gigante tudo o que me ensinou nas férias em Azeitão , na marrquise e em casa da minha mãe. A presença constante e a seguranca que nos transmitia. Uma GRANDE SENHORA por quem eu tenho a maior admiração e que faz parte da vida de quem a conhece ou se cruzou. Bjs

    ResponderEliminar
  3. Artigo mais querido, a sua avó é a pessoa fantástica que descreve mas muito mais ainda. Estava sempre pronta para ajudar as amigas, sempre presente no momento certo e sempre atenta a tudo à sua volta.Não tinha medo de enfrentar dificuldades e ultrapassava qualquer obstáculo sem hesitações. Nunca me vou esquecer e com uma saudade e uma gratidão gigante tudo o que me ensinou nas férias em Azeitão , na marrquise e em casa da minha mãe. A presença constante e a seguranca que nos transmitia. Uma GRANDE SENHORA por quem eu tenho a maior admiração e que faz parte da vida de quem a conhece ou se cruzou. Bjs

    ResponderEliminar

© cinco para as duas. All rights reserved.